loader

AFRICOM contribui para reforço de capacidades do Exército tunisino

As forças armadas norte-americanas contribuíram para o reforço das capacidades da Tunísia para lutar contra o terrorismo e garantir a segurança nas suas fronteiras, graças a programas de formação para as forças especiais tunisinas, afirmou o chefe do Comando Norte-americano para África (AFRICOM), o general do Exército Thomas Waldhauser.

O general Waldhauser, cujas declarações foram formuladas numa data não revelada no Parlamento tunisino e publicadas pelo site do AFRICOM, frisou que uma brigada aérea das forças especiais tunisinas, treinada nos Estados Unidos, enfrentou recentemente, com êxito, um presumível grupo terrorista nas cadeias montanhosas de Kasserine (centro oeste do país), tendo abatido um líder do Daech (Estado islâmico) durante este confronto.. Os Estados Unidos colocaram à disposição da Tunísia um sistema de controlo terrestre por radares móveis e aviões de controlo, destinado a garantir a segurança na fronteira com a Líbia, indicou o comandante do general Waldhauser.

Acrescentou que o projecto para a segurança das fronteiras, financiado pelo seu país, funciona correctamente e que oferecerá, a partir de Novembro de 2018, uma cobertura por radares e câmaras fixos da fronteira com a Líbia. A agência de luta contra ameaças « ofensivas » iniciou a instalação de um segundo sistema de controlo com o financiamento da Alemanha, visando alargar a cobertura da parte sul dos dois países, concluiu.

Últimas Notícias