loader

Vendas de armas disparam no Oriente Médio e na Ásia

As vendas de armas no Médio Oriente e na Ásia dispararam nos últimos cinco anos, alimentadas pelas guerras e tensões nessas regiões, segundo um relatório do Instituto Sipri publicado esta Segunda-feira.

A nível mundial, as vendas de armas – em alta desde 2003 – aumentaram 10% em volume no período 2013-2017, segundo o Instituto Internacional de Pesquisa sobre a Paz (Sipri), com sede em Estocolmo. O mercado continua dominado pelos Estados Unidos, com 34% de quota de mercado. O informe do Sipri não se aplica às armas maiores (aviões, sistemas de defesa anti-aérea, mísseis etc). A Ásia-Oceania é a principal região importadora (42% do total), à frente do Médio Oriente (32%). A Arábia Saudita converteu- se no segundo importador mundial de armas, atrás da Índia. Os Estados Unidos são o principal fornecedor dos sauditas (61% das importações), seguido pelo Reino Unido (23%) e França (3,6%).

Últimas Notícias