loader

Angonix entre as melhores plataformas de Internet de África

O Angonix, um ponto de intercâmbio e agregador de dados de Internet neutro, situado em Luanda, já é o terceiro maior provedor de conteúdo de Internet em África

POR: Borges Figueira

Angonix, em três anos da sua criação, posiciona- se entre os maiores pontos de troca de tráfego do continente africano, com picos na ordem dos 10.8 gigabyte por segundo, a plataforma poderá melhorar a qualidade de Internet ao nível do país, garantindo que os utilizadores tenham fácil acesso aos conteúdos digitais entre as entidades interligadas na plataforma. O gestor de conteúdo do Angonix, Darwin Costa, explicou que, apesar do pouco tempo, os resultados são notáveis, com destaque para a influência positiva na melhoria da qualidade da Internet no país e o número de membros interligados no sistema angolano das telecomunicações.

Segundo o gestor, a plataforma ocupa o terceiro maior ponto de troca de tráfego no continente africano em termos de pico de tráfego, se contarmos um IXP (um ponto de intercambio de internet entre vários países) por país e esta a ser gerida pela multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables. Actualmente estão ligados ao Angonix 19 membros activos que trocam tráfego entre si, permitindo que os utilizadores ligados a estes membros consigam aceder aos conteúdos com mais rapidez e qualidade.

“Apesar de pouco tempo, podemos dizer que o Angonix superou as expectativas, prova disso é que posicionou o país em terceiro lugar, no ranking dos maiores pontos de troca de tráfego em África. A adesão à plataforma foi excepcional, ao longo destes 36 meses conseguimos ter ligados 19 membros activos, o que de certa forma criou e alavancou a base para a troca de tráfego localmente”, disse. Segundo o gestor, recentemente, o Angonix registou o seu maior pico de tráfego de dados, de 10.8Gbps por segundo, um número bastante promissor e relevante que pode tornar o país o centro das telecomunicações na costa oeste africana nos próximos anos.

Últimas Notícias