loader

ONU reforça apoio às forças de segurança congolesas em Ituri, no nordeste da RD Congo

A Missão das Nações Unidas para a Establização na RD Congo (MONUSCO) reforçou as suas estruturas e o seu apoio às forças de segurança congolesas na província de Ituri, no nordeste da República Democrática do Congo (RDC), declarou Quarta-feira o comandante Adil Essherir, porta-voz militar da MONUSCO.

“Além da extensão das duas bases em Fataki e Blukwa, uma nova base temporária foi implantada a 12 de Março último, em Lita”, indicou o comandante Adil Essherir durante a conferência semanal da Organização das Nações Unidas (ONU). Acrescentou que estas acções prosseguirão com outros desdobramentos nos próximos dias.

As tropas da ONU desdobradas nestas áreas intensificaram as suas operações com a projecção de um alto nível de patrulhas e desdobramentos robustos para ajudar a garantir a protecção dinâmica dos civis, indicou. “Não pouparemos esforços para ajudar a acabar com matanças registadas nesta parte da República Democrática do Congo e restaurar a paz”, afirmou o comandante Adil.

Por sua vez, Florence Marchal, porta-voz da MONUSCO, informou que David Gressly, representante especial adjunto do Secretário- Geral da ONU na RD Congo, está em Djugu, em Ituri, para entender melhor a situação prevalecente nesta província. A onda de violência continua em Ituri, onde 41 pessoas morreram na noite de Segunda para Terça-feira última em novos ataques da autoria de assaltantes não identificados no território de Djugu, revelou. De acordo com várias fontes, os ataques ocorreram em pelo menos três aldeias da comunidade de Bahema-Norte, designadamente Djo, Gbi e Takpa, onde homens armados com flechas, catanas e armas de fogo queimaram casas e atacaram os seus moradores.

Últimas Notícias