loader

Trump aplica novas sanções à Rússia: Moscovo promete responder

O presidente Donald Trump ordenou a implementação do pacote de sanções aprovado há mais de 1 mês pelo Congresso norte-americano. A decisão de Donald Trump anunciada um mês após o deadline imposto pelo Congresso, põe fim às especulações segundo as quais ele mostrava relutância em punir a Rússia.

A nova vaga de sanções pune a Rússia por, alegadamente, ter desencadeado ataques cibernéticos contra instituições e personalidades americanas. O anúncio foi acompanhado de novas revelações segundo as quais agentes russos tentaram penetrar na rede de produção de energia eléctrica dos Estados Unidos.

Como parte dessas sanções, foram arrolados, pelo Departamento de Tesouro, 13 cidadãos, recentemente indiciados pelo Departamento de Justiça, por alegados crimes contra os Estados Unidos.Washington identificou 6 outros cidadãos russos, elevando para 19 o número de visados. Foram igualmente identificados os Serviços de Segurança Federal da Rússia e a principal agência de inteligência russa.

A decisão de Washington acontece exactamente poucas horas depois de a Grã-Bretanha ter decidido expulsar 19 diplomatas russos, em resposta ao alegado envolvimento de Moscovo no envenenamento,no seu território, de um ex-espião russo e da sua filha. Na Quinta- feira, Washington juntou a sua voz na condenação de Londres à Rússia. Moscovo prometeu retaliar tanto em relação o Moscovo como em relação a Londres.

Últimas Notícias