loader

PR testemunha hoje em Kigali a proclamação da Zona de Comércio Livre Continental

O Presidente da República, João Lourenço, está desde ontem, Terça-feira, 20, em Kigali, capital do Ruanda, onde participa, hoje, na 10ª Cimeira Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA)

POR: Ireneu Mujoco

O Presidente da República, que se faz acompanhar por vários ministros e altos funcionários do seu gabinete, vai testemunhar, esta Quarta-feira,, 21, a assinatura do acordo que proclamará a Zona de Comércio Livre Continental (ZCLC). Segundo apurou OPAÍS de fonte ligada ao Ministério das Relações Exteriores, antes, João Lourenço vai participar num fórum económico, encontro em que estarão também empresários angolanos e de outros países africanos. Estima-se que acima de 200 empresários participarão neste encontro. A ZLEC perspectiva criar um mercado de 1.2 biliões de consumidores, com a elevação do comércio intra-africano de 16 para 53 por cento, sendo que Angola é um dos países que defendem a existência desta comunidade.

A origem do ZLBC

A Zona de Comércio Livre do Continente é uma iniciativa prioritária da Agenda 2063 da União África, que visa a criação de um único mercado continental de bens e serviços. A ZCLC visa ainda estabelecer a livre circulação dos homens de negócios e abrir a via à aceleração da união aduaneira em 2022, e de uma comunidade económica africana até 2028. As negociações para a criação de uma ZCLC foram formalmente lançadas em Junho de 2015, durante a cimeira da União Africana em Joanesburgo.

Estatísticas de agências internacionais indicam que o Produto Interno Bruto(PIB) total de África é de apenas um por cento do mundial, sendo que o continente participa apenas com dois por cento nas transacções comerciais do mundo. Este movimento é feito de dentro para fora, não havendo trocas comerciais significativas entre os países do continente. Os blocos regionais promovem a integração económica dos países membros com a criação de mercados comuns, como é o caso do Mercado Comum da África Oriental e Austral(COMESA), que se encontra na fase mais avançada da sua implementação. Com 19 Estados membros e acordos de união monetária já em implementação, a organização tem como objectivo promover a prosperidade económica dos Estados membros através do estabelecimento de uma área de livre comércio.

União Africana

A União Africana (UA) é uma organização internacional que promove a integração entre os países do continente africano nos mais diferentes aspectos, com destaque para a unidade e a solidariedade entre os povos de África. Fundada em 2002 e sucessora da Organização da Unidade Africana, criada em 1963, defende a eliminação do colonialismo, a soberania dos Estados africanos e a integração económica, além da cooperação política e cultural no continente.

Últimas Notícias