loader

“Trágico tiroteio” em escola de Maryland. Atirador morreu

A Great Mills High School está encerrada mas diz que o incidente está sob controlo.

Uma escola secundária no estado norte-americano de Maryland foi ontem encerrada devido a um tiroteio – os alunos foram enviados a um local seguro. As primeiras informações davam conta de vários feridos. O atirador terá morrido após uma troca de tiros com a segurança do campus, avançava a Reuters a meio da tarde de ontem, citada pelo Diário de Notícias. O xerife Timothy Cameron explicou aos jornalistas que o dia de escola mal tinha começado quando o estudante, que não foi identificado, disparou sobre um rapaz e uma rapariga, também estudantes, Os dois entraram em estado grave no hospital.

Na página de Facebook da Great Mills High School, que é frequentada por cerca de 1600 alunos, um comunicado referia, ontem à tarde, por volta das 14 horas de Luanda, que houve “um trágico tiroteio” e que as autoridades já estão no local e o incidente “contido”. As primeiras informações davam conta que o atirador e outras duas pessoas terão ficado gravemente feridas, disse o xerife de Saint Mary à televisão MSNBC. Segundo a televisão, os três feridos estavam em estado crítico. A portavoz do xerife, Julie Yingling, disse, por seu lado, à imprensa, que não existiam vítimas mortais. A nota refere ainda que os estudantes foram levados a um ponto de reunião e que pais ou responsáveis dos alunos deveriam dirigir- se ao auditório da Leonardtown High School. Jonathan Freese, um aluno da escola secundária onde decorreu o tiroteio, disse à CNN que estava preso na sala de aula.

A polícia percorreu as salas, a retirar os alunos e a escoltá-los para o exterior, segundo o estudante. “Ainda estou a tremer”, declarou o jovem. Apelou-se também aos alunos para não se dirigirem ao estabelecimento de ensino. Segundo a CNN, este é o décimo sexto tiroteio em escolas norte-americanas só este ano. A violência com armas tem estado no centro do debate político e cívico no país, depois de um jovem atirador ter matado 17 pessoas numa escola da Florida. O incidente acontece após quatro dias de um grande protesto contra as armas, a Marcha Pelas Nossas Vidas, organizada por sobreviventes do liceu de Parkland.

Últimas Notícias