Namibe acolhe 1º Fórum sobre Oportunidades de Investimentos

Com potencialidades nos sectores do turismo e das pescas, o Namibe possui também grandes jazidas de rochas ornamentais. O seu porto e o caminho-de-ferro podem impulsionar a economia da província e da região Sul, que engloba as províncias da Huíla, do Cunene e do Cuando Cubango

POR: Brenda Sambo

Em função dos desafios da diversificação da economia em curso no país, o Governo do Namibe realiza no dia 31 de Março, na Academia de Pescas e Ciências do Mar, o 1º Fórum de Oportunidades de Investimento na província. De acordo com o vice-governador do Namibe, Chitongo António, a realização da conferência surge da necessidade de se dar visibilidade às oportunidades de negócios na província, através de uma plataforma de diálogo aberta, sobretudo com os potenciais investidores nacionais e estrangeiros.

O também porta-voz do evento referiu que Angola vive uma crise financeira, económica e cambial desde finais de 2014, decorrente da quebra para metade das receitas com a venda de petróleo, que garante mais de 95% das exportações nacionais. Este indicador, que torna vulnerável a economia angolana, sugere a criação de alternativas de exportação ao petróleo. “A criação de sinergias para mudar o estado de coisas, do ponto de vista global, deve partir de acções concretas com base nas características e realidades de cada região.

O Fórum sobre ‘Oportunidades de Investimento no Namibe, face aos Desafios da Diversificação’, é uma iniciativa do Governo local com vista a dar resposta a essa grande questão do momento”, disse Acrescenta que o objectivo é unir esforços que concorram para a melhoria do ambiente de negócios no país, cruzamento de ideias de forma aberta e a todas as contribuições que venham alavancar a economia da província, em alinhamento e orientação do Governo Central. Durante o evento, serão discutidos, entre outros, temas como ‘Namibe e os caminhos para o desenvolvimento’, ‘O estado actual do empresariado privado’, ‘A legislação e o incentivo sobre matérias de investimentos’, ‘As condições e garantias para o financiamento aos projectos’, ‘Os custos financeiros da diversificação económica’, etc..

Segundo o porta-voz, com a realização da conferência pretende- se atingir objectivos como informar os investidores sobre a abertura do Governo da província perante os desafios da diversificação, assim como as oportunidades concretas existentes na província, em alinhamento com as prioridades definidas pelo Governo Central, e despertar o interesse dos investidores sobre a posição estratégica da província como centro logístico do corredor do Sul de Angola, entre outros. O certame decorrerá no âmbito das tradicionais Festas do Mar.