loader

Empresários pedem ajuda aos partidos políticos

Depois de terem endereçado uma carta ao Presidente da República, da qual não obtiveram ainda nenhuma resposta, grupo de empresários recorreu aos partidos políticos com assento parlamentar para a institucionalização de um Conselho de Concertação

Por: Neusa Filipe

o empresário Francisco Viana, que chefiou o grupo de empresários recebido recentemente, em audiência, pelo presidente da UNITA, Isaías Samakuva, informou ontem, em entrevista a este jornal, que a classe que dirigiu clama pela institucionalização de um Conselho de Concertação entre o Governo e sector privado.

O responsável fez saber que no encontro mantido com o líder da UNITA, maior partido da Oposição, foram abordadas questões ligadas à gravidade da situação económica que o país vive, tendo solicitado, na ocasião, um debate parlamentar com enfoque para “ a implementação, na actual Constituição, de medidas viáveis para a criação de um Conselho de Concertação entre o Governo e o sector privado”, visando encontrar solução de alguns problemas vigentes

. Francisco Viana salientou que o referido encontro ocorreu na sequência de uma carta aberta que o grupo de empresários endereçou ao Presidente da República (PR), da qual informou que até ao momento não obtiveram resposta. “Trata-se de uma carta aberta porque das várias vezes que escrevemos ao Presidente da República não nos têm respondido”, disse.

A fonte informou que o conteúdo da referida carta considera a gravidade da situação económica do país e faz um apelo ao PR no sentido de se institucionalizar um diálogo entre o Governo e o sector privado, através da constituição de um Conselho de Auscultação e Concertação Económico-empresarial.

Referiu que durante o encontro, o presidente da UNITA, Isaías Samakuva, mostrou-se bastante sensível e receptivo às ideias expostas pelos empresários, dando-lhes garantias de que irá transmitir a preocupação ao grupo parlamentar do seu partido, no sentido de haver um debate na Assembleia Nacional em torno deste tema. Francisco Viana revelou ainda que a classe empresarial já solicitou o mesmo encontro com os grupos parlamentares do MPLA e da coligação CASA-CE.

Últimas Notícias