loader

SME garante maior vigilância aos cidadãos impedidos de sair do país

O Serviço de Migração e Estrangeiro (SME) assegurou ontem, em Luanda, impedir a saída do país de todos os cidadãos intimados pela Procuradoria- Geral da República (PGR).

Texto de: Neusa Filipe

A informação foi avançada pelo seu director geral, o comissário Gil Famoso da Silva, quando questionado por O PAÍS, durante uma conferência, presidida por si, e que serviu para o esclarecimento de dúvidas e informações sobre o processo de isenção e simplificação de vistos de turismo.

Na ocasião, o responsável revelou que o SME possui todas as in-formações reais de quantos cidadãos estão impedidos de sair do país, embora não tenha revelado nomes ou números. Garantiu que, de uma forma geral e, independentemente de quem foi constituído arguido, os mecanismos estão criados para impedir a saída desses cidadãos.

“A informação está disponível nos nossos serviços e nós temos condições para podermos cumprir as enunciações do Ministério Público sem qualquer constrangimento”, disse.

Ministro do interior inaugura nova área de emissão de vistos de turismo

O ministro do Interior, Ângelo Veiga Tavares, ingurou nesta Terça- feira, 27, a nova área de emissão de vistos de turismo, no Aeroporto Internacional, 4 de Fevereiro. Após a inaguração, o governante, acompanhado por altos responsáveis do seu pelouro, visitou demoradamente a área, tendo constatado as condições técnicas e materiais desta unidade que suportará o processo de concessão local de vistos de turismo, a partir do dia 30 deste mês.

O director do SME informou, no final da visita, que estão assim criadas as condições para a implementação dos processos de isenção de vistos de turismo aos cidadãos de cinco países, bem como o procedimento de simplificação dos actos administrativos para a concessão de vistos de turismo aos cidadãos de 34 países e 27 Estados membros da União Europeia, correspondendo no total 61 países.

Disse tratar-se de um investimento que visa colocar Angola numa maior abertura ao mundo, incentivando o investimento e melhorando o ambiente de negócios e o aumento da produtividade e competitividade nacional.

O responsável salientou, por outro lado , que o SME está agora em condições e com maior capacidade para dar resposta, num período de 72 horas, a todas às solicitações que lhe forem feitas.

Fez saber ainda que esta não será somente uma tarefa das estruturas centrais, mas também dos consulados que passarão, inclusive, a conceder o visto de turismo sempre que o cidadão solicitar.

Últimas Notícias