loader

Editorial: Assaltantes

O facto de o procurador-geral da República, Pita Grós, ter anunciado que a PGR vai investigar os cerca de vinte e cinco por cento de reclamados como atrasados ao Estado por parte de prestadores de serviços ou fornecedores de bens, é uma excelente notícia. Urgente. Se a investigação avançar e se justiça for feita, teremos muitos gestores públicos a caminho das cadeias, assim como gestores privados, alguns a caminho das cadeias e outros empobrecendo ao terem de devolver o que já receberam do Estado. É aí que se deve combater a corrupção também, atacando a promiscuidade que prejudica o país. Obras facturadas e nunca iniciadas, fornecimentos não efectivados, serviços sobrevalorizados. Tudo isso anda na suspeita pública há anos. É hora de pôr na linha estes assaltantes. Que se efective a sanção, em nome das milhares de crianças que padecem ou morrem por falta de medicamentos.

Últimas Notícias