loader

General Guerra distinguido com o título de Doutor Honoris Causa em Espanha

Da comuna de Nsosso, ex-31 de Janeiro, província do Uíge, Ernesto Guerra Pires, mais conhecido por general Guerra, partiu à conquista do mundo académico, conciliando as responsabilidades militares com os estudos. Hoje, além de sentir-se satisfeito por ter dedicado 42 anos da sua vida na luta pela defesa da Pátria, orgulha-se pela sua trajectória de vida

POR: Maria Teixeira

O general Ernesto Guerra Pires tornou-se no primeiro efectivos das Forças Armadas Angolanas a ser distinguido com o título Doutor Honoris Causa pelo Instituto Americano Cultural da Cidade Vigo, em Espanha, no pretérito dia 8 de Março. O título Honoris Causa é normalmente utilizado quando uma universidade de prestígio deseja conceder um título de honra a uma personalidade de grande destaque ou importância pelo seu trabalho. Em declarações a OPAÍS, ontem, o académico explicou que este título é o reconhecimento da universidade pelo seu relevante empenho pessoal e profissional e por se destacar na liderança e contribuição a favor da dignidade humana, com o trabalho para integração ética e o saber em benefício da humanidade. “Isto é o fruto da minha trajectória de vida e os feitos conseguidos até aqui, com realce para os estudos. Sempre gostei de estudar e dediquei-me às actividades académicas”, disse.

Realçou que nos seus 42 anos ao serviço das Forças Armadas, onde ingressou aos 14 anos, passou por muitas frentes, mas o desejo de estudar foi sempre mais forte, tendo-o motivado a deslocar-se a países como Cuba, Rússia (antiga União Soviética), como estudante, e Portugal, onde fez um estágio. Em Angola fez duas pós-graduações na Universidade Agostinho Neto. “É uma grande honra, um grande privilégio entrar para a galeria dos outorgados do título Doutor Honoris Causa que existe em toda a parte do mundo. Esta medalha foi atribuída pela Universidade Americana Cultural, com sede na cidade do México, no dia 8 de Março na cidade de Vigo, em Espanha, onde tem uma representação para a Europa”, contou. Ainda no seu trajecto académico, Ernesto Guerra dedica-se à orientação de alunos na elaboração de monografias de licenciatura e mestrados, focando-se nas metodologias de investigação científica, no sentido de incentivá- los a atingir os seus objectivos.

Indagado sobre como foi possível conciliar os estudos com as obrigações militares, na qualidade de efectivo das Forças Armadas, respondeu que sempre que estivesse numa zona onde não houvesse muita intensidade de acções combativas aproveitava para estudar. Sublinhou que assim foi a sua trajectória. Está a elaborar uma dissertação de mestrado e duas teses de doutoramento. Além de terminar a sua segunda auto-biográfica, intitulada “Eu Era Assim”, na qual relata a sua trajectória militar. Aproveitou a ocasião para apelar aos jovens interessados em ingressar nas FAA e aos que já lá se encontram a empenhar-se nos estudos, porque só o saber é que dignifica o homem. “Devem esforçar- se mais para que sejam bons servidores desta pátria”, frisou. Alguns angolanos que já receberam prémios do género são António Agostinho Neto, José Eduardo dos Santos, Luís Gomes Sambo, Agostinho André Mendes de Carvalho “Uanhenga Xitu”, em diferentes instituições de ensino.

Perfil académico

Ernesto Guerra Pires, de 55 anos, nasceu a 14 de Maio de 1962 na comuna de Nsosso, município da Damba, província do Uíge. Fez os estudos primários na ex-escola número 219 no 31 de Janeiro. Estudos secundário e médio nas ex- Escolas Preparatórias do Uíge e de Caxito, província do Bengo. Formou-se na Academia Militar General Máximo Gomes, em Cuba. Na ex-União Soviética, formou- se na Academia Militar de Logística e Transportes. Frequentou a formação em Portugal na Escola Prática de Administração Militar. Recebeu o diploma de Tradutor Oficial da Língua Russa, obtido na ex-União Soviética, diploma de Formação na Universidade do Marxismo Leninismo na ex- União Soviética, diploma de segundo grau de melhor investigador cientifico dos estudantes estrangeiros na Academia Militar de Logística e Transportes na ex-URSS. Formado do Primeiro Curso de Coronéis e Oficiais do Estadomaior General e do CLI, no início da formação das FAA. Licenciado em Ciências Politicas. Tem duas pós-graduações, uma em Administração e Gestão Pública e outra em Direito e Sociedade. É mestre em Ciências Militares e está a fazer um mestrado em Governação e Gestão Pública. É ainda doutorando em Filosofia e em Pedagogia.

O que é Honoris Causa:

Honoris Causa é uma expressão em latim e usada actualmente como um título honorífico, que significa literalmente “por causa de honra”. Normalmente, Honoris Causa é utilizada quando uma universidade de prestígio deseja conceder um título de honra para uma personalidade de grande destaque ou importância pelo seu trabalho. Esse título é dado a uma pessoa que se tenha destacado ou exercido grande influência em determinadas áreas, como nas artes, na literatura, na política ou promovendo a paz. Outros aspectos que são considerados essenciais para que determinado indivíduo receba o título de Honoris Causa estão relacionados com a preocupação com problemas humanos, tais como a pobreza, a fome, etc.. O indivíduo recebe esse título pelas suas virtudes, por seus méritos ou atitudes, a pessoa homenageada irá receber o mesmo tratamento e desfrutar dos mesmos privilégios como se tivesse feito um doutorado acadêmico convencional.

Últimas Notícias