loader

Coreia do Sul e Coreia do Norte marcam encontro histórico para 27 de abril

Coreia do Norte e Coreia do Sul vão ter o seu primeiro encontro em mais de uma década no próximo dia 27 de abril, na zona fronteiriça de Panmunjeom, para negociarem a desnuclearização da península

Ministro sulcoreano da Unificação Cho Myounggyon encontrou-se, Quinta-feira, com o homólogo norte-coreano, Ri Son Gwon, na cidade de Panmunjeom para acertarem a data do encontro oficial entre as duas Coreias É mais uma cimeira histórica.

A Coreia do Norte e a Coreia do Sul agendaram a Quinta-feira para o primeiro evento oficial de alto nível entre os dois países em mais de uma década: a cimeira das Coreias será dia 27 de abril, na zona desmilitarizada de Panmunjeom e estará centrada na desnuclearização da península. A notícia do encontro está a ser avançada pelas agências de notícias internacionais, que referem fontes oficiais do governo de Seul.

A data da cimeira surge depois de, no início deste mês, as duas Coreias terem acordado que era chegada a altura para realizar um encontro deste tipo entre os dois países para amenizar as tensões e travar as pretensões nucleares do ditador norte-coreano. As mesmas fontes adiantaram também que as duas Coreias vão encontrarse a 4 de Abril, para uma reunião preparatória na qual vão discutir o protocolo, a segurança e a cobertura jornalística.

No início desta semana foi anunciado que seria dado o tiro de partida para as conversações ao mais alto nível, com Seul a anunciar que o ministro sul-coreano da Unificação, Cho Myoung-gyon, iria encabeçar a delegação do Sul num encontro, esta Quinta-feira, na cidade fronteiriça de Panmunjeom onde, em 1953, foi assinado o armistício que pôs fim à guerra da Coreia. Foi aí que, esta Quinta-feira, as duas delegações apertaram a mão e acertaram a data e o conte údo da cimeira histórica.

A cimeira das Coreias faz parte de um esforço internacional diplomático de alto nível, que envolve também o Japão e os EUA. A cimeira de Abril vai anteceder a que Kim Jong-un manterá em Maio com o Presidente dos EUA, Donald Trump.

Mas o primeiro sinal de que Kim Jong-un está envolvido nas conversações internacionais surgiu ontem, quando o líder da Coreia do Norte encabeçou uma visita oficial a Pequim para se encontrar com o Presidente chinês Xi Jinping. Xi Jinping e Kim Jong-un estiveram juntos em território chinês, num encontro em que o líder norte-coreano voltou a exigir condições para a desnuclearização do seu país.

O encontro foi relâmpago e foi a primeira deslocação oficial de Kim Jong-un ao estrangeiro, o que parece estar a significar o degelo das relações entre a Coreia do Norte e a China, que atingiram um ponto baixo com a aplicação de sanções de Pequim ao regime da Coreia do Norte.

Corno de África perspectiva coligação económica

Uma reunião dos líderes do Sudão, da Etiópia, da Eritreia, do Djibouti e da Somália realizar-se-á a 12 de Abril próximo em Cartum, capital sudanesa, sobre a formação de uma coligação económica para os países do Corno de África, declarou Quarta-feira na mesma cidade, um alto funcionário governamental.

O ministro de Estado dos Negócios Estrangeiros do Sudão, Mohamed Abdulla Idriss, declarou a jornalistas que um comité de coordenação discutiu na mesma quarta-feira, sobre os preparativos de uma cimeira constituinte desta estrutura, por iniciativa do Sudão

A reunião preparatória foi presidida por Hatim Hassan Bakheit, ministro de Estado da Presidência e director dos Gabinetes do Presidente sudanês, Omar El-Beshir. Idriss declarou, na ocasião, que o bloco económico que se quer criar visa realizar a integração económica e a parceria entre os seus Estados membros nos domínios de investimentos, comércio e da troca de informações e de experiências.

A cimeira constituinte será precedida por reuniões de peritos, de 9 a 10 de Abril próximo, e de ministros dos Negócios Estrangeiros, a 11 de Abril.

Últimas Notícias