loader

MINSA CRIA COMISSÃO PARA AVERIGUAR CASO DA PARTURIENTE ATROPELADA

O Ministério da Saúde (MINSA) criou ontem, em Luanda, uma Comissão de Inquérito, multidisciplinar, para averiguar e apurar o caso da parturiente Certa Aloni Máquina que desapareceu da Maternidade Lucrécia Paím e foi encontrada morta, por atropelamento, na via pública, no pretérito dia 16 de Março.

A cidadã encontrava-se internada naquela maternidade onde dias antes havia dado à luz uma criança. Pelo que, terá saído do quarto onde se encontrava, passou pelos integrantes do corpo clínico e de segurança sem que fosse impedida. “Diante da gravidade e complexidade da situação, foi criada, pela titular da Saúde, uma Comissão de Inquérito”, lê-se no documento. A

referida comissão, segundo uma nota de imprensa enviada a OPAÍS, deverá apresentar os resultados no prazo de 30 dias.Estão encarregues desta missão representantes da Inspecção Geral da Saúde, do Gabinete Jurídico do MINSA, da Ordem dos Médicos, da Ordem dos Enfermeiros, do Hospital Psiquiátrico de Luanda, da Maternidade Augusto Ngangula.

A Comissão é coordenada pelo Inspector Geral da Saúde, Miguel dos Santos de Oliveira. De realçar que a investigação do caso prossegue por parte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) e administrativamente pela comissão recém-criada.

Últimas Notícias