APN consternada com morte de Jaka Jamba

Continuam a chegar à Redacção deste Jornal, várias mensagens de condolências de várias instituições, manifestando tristeza pela a morte do deputado à Assembleia Nacional, Almerindo Jaka Jamba, falecido em Luanda, por doença, na madrugada de Domingo, 1 de Abril.

É nesta senda que, A Aliança Patriótica Nacional(APN), partido extra-parlamentar, liderado por Quintino Moreira, numa mensagem enviada a este jornal, refere que foi com profunda dor e consternação, que a direcção desta força política tomou conhecimento do passamento físico do professor Jaka Jamba.

Na mensagem, a APN considera o malogrado político e deputado, como tendo sido militante e nacionalista da primeira hora, pela UNITA, “tendo dedicado toda a sua vida em prol da luta pela emancipação e dignificação do povo angolano”. “Nesta hora de dor e luto, em nome do Secretariado do Bureau Político, dos militantes, amigos e simpatizantes da Aliança Patriótica Nacional, inclino-me perante a memória do ilustre deputado” e apresenta à direcção da UNITA, ao seu Grupo Parlamentar e à família enlutada os mais profundos sentimentos de pesar, lê-se na nota assinada pelo seu presidente, Quintino Moreira.

Academia Angolana de Letras Numa outra mensagem, o Conselho de Administração da Academia Angolana de Letras, de que Jaka Jamba foi membro fundador, inclina-se também perante a sua memória e junta-se à sua família e amigos, “registando o seu nome para a eternidade na História das Letras Angolanas”, refere uma nota enviada a O PAÍS. A mesma acrescenta que “em nome dos membros da Academia Angolana de Letras, o Conselho de Administração manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento de um dos seus mais engajados membros fundadores”, diz a nota, assinada por Boaventura Cardoso, Presidente do Conselho de Administração Pública da Academia Angolana de Letras.