Huambo com 39 crimes no fim-de-semana de Páscoa

Foi um fim-de-semana particularmente agitado para a Polícia, o último, prolongado e de Páscoa. Trinta e três pessoas foram detidas

POR: Zuleide de Carvalho em Benguela

Por espancamento, movido pela embriaguez, cerca da 1:00H do dia 30 de Março, no município do Huambo, bairro Munda Congue, na via pública, o cidadão Avelino Jumbo, de 25 anos de idade, solteiro, matou Peregrino Cahama Satchipembe, também solteiro, de 23 anos de idade. Avelino Jumbo foi, em consequência, detido pela Polícia Nacional. Ainda na província do Huambo, num outro caso e usando uma faca, motivado por crença no feiticismo, cerca das 15:20 do dia 31 de Março, no município do Mungo, na ombala Santa Epalanga, e no interior de uma residência, Avelino Ndavoca, solteiro de 23 anos de idade, assassinou a sua madrasta Arlete Nélia, de 60 anos de idade.

Avelino Ndavoca está igualmente detido. No mesmo dia, mas no município da Caála, mais precisamente na comuna da Catata, perto das 23 horas e em plena via pública, Inácio Francisco, solteiro de 32 anos de idade e Paulo Mário, solteiro de 27 anos de idade, violaram sexualmente uma mulher de 27 anos de idade com quem tinham estado a conviver numa cantina. Eles pagaram a bebida e exigiram, depois, a retribuição carnal. Como nos casos anteriores, foram ambos detidos. Entretanto, José Jamba, solteiro de 51 anos de idade, segurança da empresa denominada Minsona, foi detido na comuna do Alto Hama, sector do Luvili, num estaleiro da ENDE, no município do Londuimbali, após ofensas corporais contra António Canjanja, solteiro de 20 anos de idade, que acabou internado no Hospital Central do Huambo.

O crime ocorreu às 17 horas e 50 minutos do dia 31 de Março, quando os trabalhadores reclamavam pelos seus salários, tendo provocado um tumulto e, o segurança, na tentativa de controlar a situação, recorreu a arma de fogo, tendo feito disparos. Uma bala atingiu António Canjanja numa perna. No total, a Polícia no Huambo registou a ocorrência, no fimde- semana prolongado, de 39 crime, mais cinco que no fimde- semana anterior. Destes, 28 resultaram em processos levantados pela Polícia para encaminhamento para o tribunal. Entraram para as prisões policiais 33 pessoas.

A intervenção Policial foi directa em 12 casos e contou com a participação (denúncia) da população em 27 outros. Por tipicidade, um relatório policial diz que ocorreram 23 crimes contra pessoas, 14 contra a propriedade alheia e 2 contra a ordem e tranquilidade públicas. No conjunto da província, os registos da Polícia Nacional distribuem- se territorialmente, por municípios, com 21 crimes no Huambo, o município sede da província, 6 na Caála, 4 casos no Londuimbali, 3 no Mungo, 1 único caso no município do Bailundo, 2 no Longonjo e, novamente um único caso tanto na Chicala Cholohanga como no Cachiungo.