loader

Reconhecido talento dos artistas plásticos angolanos

O Adido Cultural da Embaixada de Angola em Portugal, Luandino de Carvalho, reconheceu esta Quarta-feira, em Lisboa, Portugal, o talento e a criatividade dos artistas plásticos nacionais, pelas suas obras presentes na exposição denominada “Artes Mirabilis”.

Luandino de Carvalho teceu tais considerações na cerimónia de encerramento da exposição colectiva de 57 artistas plásticos angolanos denominada “Artes Mirabilis”, que teve início em Fevereiro deste ano, em Lisboa, na perspectiva de divulgar a cultura nacional. Segundo o diplomata, a participação dos artistas nacionais foi satisfatória e souberam representar as várias etapas históricas, culturais e de desenvolvimento do país.

“Nesta exposição, estiveram presentes 57 artistas plásticos que expuseram 57 formas de mostrar o orgulho de ser angolano e 57 contributos para um diálogo aberto entre ideias diferentes, diversas formas de encarar Angola e o mundo”, sintetizou. Por sua vez, o secretário- geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), Victor Ramalho, enalteceu o empenho e a qualidade dos artistas nacionais, que participaram da exposição. A UCCLA, garantiu, vai continuar a trabalhar para a divulgação da cultura de Angola e de outros países membros da organização.

Na exposição colectiva estiveram patentes 20 peças etnográficas da cultura angolana, da região do Reino do Kongo. O evento, co-organizado pela Embaixada de Angola em Portugal e a UCCLA, teve o apoio do Ministério da Cultura, sendo que o curador foi o artista plástico angolano Lino Damião. A inauguração da actividade foi a 7 de Fevereiro deste ano, cuja cerimónia foi orientada pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, na presença do presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

Últimas Notícias