loader

Editorial: Complexos

É sabido que ninguém, ou quase ninguém que tenha fortunas, guarda o seu dinheiro em África, sobretudo por causa da fragilidade do sistema financeiro, das economias e da recorrente instabilidade política.

Por: Redacção OPaís

Mas há também o problema mental dos resquícios do sentir e pensar de colonizado e inferior que quanto mais próximo se sentir do colono melhor considera a sua posição.

Ter casa na Europa, tratar da saúde na Europa, estudar na Europa, e ter dinheiro depositado na Europa são sinais de status que acariciam o ego como quando se era assimilado, se se morasse no asfalto, se se estudasse numa escola com os filhos dos patrões.

Isto explica a facilidade com que os europeus continuam a ter as elites africanas nas suas mãos. E, assim, nalguns países.

Últimas Notícias