loader

“Manda esse lixo janela abaixo”: polémica por áudio em vôo que transportou Lula

“Manda esse lixo janela abaixo”. Leva e não traz nunca mais”. Duas frases aparentemente dirigidas ao piloto que comandou o vôo de Sábado que transportou o ex-Presidente Lula para a prisão foram registadas pelas frequências de comunicações aeronáuticas e que vazaram para a imprensa

Após os áudios começarem a circular em portais de notícias, sem se saber se eram ou não verídicos, a Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou, em comunicado, que são verdadeiros.

A FAB, no entanto, referiu que as frequências para comunicações aeronáuticas são abertas e “lamentavelmente, nas gravações em questão, as frequências foram utilizadas de modo inadequado por alguns usuários que recorreram ao anonimato”.

“Podemos afirmar que as referências ao ex-Presidente não foram emitidas por controladores de vôo”, afirmou a FAB em comunicado.

A instituição confirmou que os dois áudios foram registados nas frequências da torre do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, de onde o ex-Presidente descolou num avião da Polícia Federal, até Bacaheri, em Curitiba, onde está preso.

Lula, favorito nas sondagens para as eleições de Outubro, começou a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção por ordem do juiz Sérgio Moro, no âmbito das investigações da Operação Lava Jato. No áudio da torre de Curitiba, o piloto afirma: “Vamos tratar só do necessário. Vamos respeitar o nosso trabalho aqui”.

O homem responde: “Eu respeito mas manda este lixo janela abaixo aí. “Lula está sob custódia da PF. É inadmissível que um controlador de vôo sugira ao piloto que atire Lula do helicóptero. Se algo acontecer com o Presidente, a culpa é de Moro e da PF!”, escreveu no Twitter o senador Lindbergh Farias, do Partido dos Trabalhadores (PT).

“Não ofendam o lixo chamando ele de Lula!!! Afinal lixo tem mais valor que Lula porque pode ser reciclado e ajuda uma família pobre Diferente do Pilantra ladrão do Lula”, respondeu o usuário @ricardo_burgari.

Últimas Notícias