loader

Braço juvenil da CASA-CE defende eleições autárquicas justas

O líder da JPA defendeu o seu posicionamento relativamente às autarquias locais, referindo que as mesmas devem, acima de tudo, propiciar a devolução do poder ao povo

POR: Neusa Filipe

O secretário-geral da Juventude Patriótica de Angola (JPA), organização juvenil da CASA-CE, Rafael Aguiar, defendeu ontem, em Luanda, a criação de uma Comissão Multissectorial equilibrada, parlamentar, que acompanhe os municípios mais recônditos no âmbito da realização das autarquias locais. O líder do braço juvenil da CASA- CE falou a OPAÍS no âmbito da preparação das actividades alusivas ao mês de Abril, mês em que a Coligação comemora o seu sexto aniversário. Na ocasião, Rafael Aguiar informou que a questão relacionada com a realização das primeiras eleições autárquicas no país preocupa também os jovens da sua agremiação política.

Defendeu o seu posicionamento relativamente às autarquias locais referindo que as mesmas devem, acima de tudo, propiciar a devolução do poder ao povo, representando a transição da geração da Independência para uma geração totalmente independente. Relativamente à problemática do gradualismo, o jovem político recorreu à criação de uma Comissão Multissectorial equilibrada a nível parlamentar, a fim de apurar nas zonas mais recônditas as condições materiais e financeiras ali existentes. “É preciso encontrarmos um consenso para essa problemática do gradualismo. Nós não somos a favor do gradualismo, somos a favor da estipulação de condições prévias para que se saiba o que é realmente necessário para se avançar com as autarquias”, disse.

Caso todos os municípios reúnam as condições exigidas, avançou que devem ser implementadas as autarquias em todos eles, desde que o processo seja verdadeiro, transparente, patriótico e participativo. No que respeita à preparação dos seus membros para este processo, a fonte fez saber que a delegação da JPA por si encabeçada pretende ouvir o ponto de vista dos jovens de todo o país. Para o efeito, serão visitadas duas províncias por mês para que a sua meta seja concretizada. “Eu estive recentemente na província de Benguela com a delegação da JPA, onde trabalhámos arduamente com os jovens sobre as autarquias locais. A nossa meta é visitar duas províncias em casa mês para a sensibilização e partilha de conhecimentos”, avançou.

JPA demarca-se do 14 de Abril

O dia 14 de Abril é comemorado a nível nacional como o Dia da Juventude Angolana, entretanto, algumas organizações juvenis têm se afastado dessa comemoração com alegações de que a referida data não é ainda consensual, sendo adoptada somente pela JPMLA. Rafael Aguiar disse que, apesar de cooperar em todas outras matérias com o Conselho Nacional da Juventude (CNJ), a organização juvenil que dirige não participa nas comemorações da data em causa, alegando que a mesma constitui uma cultura de imposição por parte da JMPLA.

Últimas Notícias