Tentativa de fuga da prisão deixa ao menos 20 mortos no Pará

Ao menos 20 pessoas morreram, entre elas um guarda penitenciário, numa tentativa de fuga em massa de uma penitenciária de Belém devido a uma “intensa troca de tiros” com os agentes, informaram as autoridades paraenses nesta Terça-feira, 10.

Os factos ocorreram no Complexo Prisional de Santa Izabel, quando o grupo de detidos tentou fugir com o apoio de homens “fortemente armados” nos arredores do centro que, inclusive, lançaram explosivos num dos muros, revelou a Secretaria de Segurança do Estado do Pará. Foi nesse momento que começou “uma intensa troca de tiros entre o grupo que realizava a tentativa de resgate em apoio externo entre parte dos presos e a equipe do Batalhão Penitenciário”, detalhou.

Além do guarda morto, “confirmaram a morte de outras 19 pessoas, entre presos e integrantes do grupo criminoso de resgate”, detalhou a secretaria. A dependência, que reforçou a segurança do presídio sem poder determinar se ainda há presos foragidos, assegura que os presos também tinham armas no interior do complexo. Outros quatro agentes de segurança ficaram feridos e um deles se encontra em estado grave. Até ao momento, foram apreendidas duas armas, três pistolas e dois revólveres dos criminosos que estavam fora do centro penitenciário. A Companhia de Operações Especiais da PM deslocou um efectivo táctico para reforçar a segurança do complexo.

A superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) ainda não comunicou se houve fuga de presos na acção. Uma revista e recontagem de presos foi realizada na unidade prisional. Desde o início da tarde, foram iniciadas buscas aos criminosos implicados na tentativa de resgate. Também iniciaram as investigações para apurar que grupos agiram neste acto, a entrada de armas na unidade, além de todas as trocas de fogo durante a tentativa de resgate de presos, informou a Secretaria de Segurança do Estado do Pará.