loader

Carta do leitor: De quem é a culpa?

Caro director Eu até já nem sei muito bem como falar, porque parece que os nossos dirigentes já não ouvem mais. Todos esses anos a lhes avisar, os ambientalistas e os mais velhos, que é preciso respeitar a natureza, mas eles não querem saber.

POR: Matilde Ngueve Benguela

Agora é que estão a ver o resultado da sua teimosia, mas mesmo assim eu sei que não vão aprender. Aqui em Benguela choveu e ficamos com a cidade tipo um lago. Quando choveu no Lobito morreram pessoas. Agora aqui ainda não disseram nada, assim agora que estou a escrever esta carta, mas não sei se não teremos danos graves. Porque aqui quando chove muito vem sempre desgraça. Agora eu pergunto: a culpa é de quem? Da natureza não pode ser, porque quando nascemos lhe encontramos, assim como os nossos pais e os nossos avôs e os seus avôs e os avôs destes. Se construiu-se uma cidade e as cidades têm e ter esgotos limpos, porquê que aqui não tem? Os nossos dirigentes assim não sabem que a chuva mais tarde ou mais cedo vai mesmo cair porque é a natureza que quer assim? É preciso ir para a universidade para aprender isso? Só que aqui não temos a cultura de levar o Estado ao tribunal, estes dirigentes iriam aprender, porque não é preciso morrer pessoas, basta que as águas que ficam paradas deixem cair casas e que estraguem mobílias e electrodomésticos, alguém tem de pagar. Além dos transtornos nas vidas das pessoas e das empresas que não trabalham. Temos pouca sorte, sai governador, entra governador, cada um a prometer que vai fazer isto e aquilo, mas afinal basta chover um pouco e ficamos todos molhados. E depois, “a chuva é culpa da natureza”. Obrigado…

Últimas Notícias