loader

População da Comuna do Quê já consome água potável

A população da comuna do Quê, a 45 quilómetros da sede municipal de Chicomba, província da Huíla, passa desde ontem, Quinta-feira, a consumir água potável

POR: João Katombela, na Huíla

Foi inaugurado no Quê um sistema de captação e distribuição de água com capacidade de bombear cerca de 10 mil metros cúbicos por hora. Alimentado por um grupo de painéis solares que produzem 8 KV, o referido sistema vai fornecer água a um total de 5.500 habitantes da comuna. Na sede comunal, já foram instaladas 40 ligações domiciliares. O administrador comunal do Quê, João Castro, disse que, com o referido sistema de captação e distribuição, a população daquela localidade vai deixar de consumir água impropria retirada do rio.

O responsável fez saber que este sistema vai ainda reduzir as doenças de fórum hídrico, como a sarna, doenças diarréicas e outras, no seio da população daquela parcela da província. “Os benefícios são vários, as nossas populações vão deixar de consumir água salobra, que trazia muitas doenças. Vão também deixar de correr riscos de serem atacadas por jacarés no rio, porque de hoje em diante já têm água potável”, frisou.

As autoridades tradicionais da comuna do Quê sublinham igualmente a importância deste bem social, porém, dizem que a localidade necessita de outros serviços, com realce para hospitais, mangas de vacinação do gado e uma rede de telefonia móvel. O soba comunal, Kateke Nangolo, disse a OPAÍS que a falta desses estes serviços têm causado enormes transtornos na vida dos habitantes locais. “Estamos felizes com este sistema de água que hoje foi inaugurado, pois vai reduzir muitos problemas.

Mas, ainda assim, precisamos de outros serviços, só temos um posto de saúde, mas nele não tem medicamentos, precisamos ainda que nos instalem aqui na nossa comuna, um tanque banheiro, uma manga de vacinação animal. A nossa grande preocupação, mesmo, prende-se com a falta de uma antena da Unitel, porque estamos isolados do mundo” lamentou. Orçado em 8 milhões de Kwanzas, o referido sistema conta ainda com uma Estação de Tratamento de Água (ETA), para garantir a qualidade da água consumida. O corte da fita inaugural do Sistema de Captação e Distribuição de água na comuna do Quê foi feito pelo governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge.

Últimas Notícias