loader

1º de Agosto e Petro batem-se no 11 de Novembro

Os militares, mesmo desfalcados, acreditam que vão ultrapassar hoje os tricolores no embate da 10ª jornada do Girabola Zap

O 1º de Agosto e o Petro de Luanda batem-se hoje pela 75ª vez no Girabola Zap, no Estádio 11 de Novembro, às 16:00. As equipas, que se encontraram pela primeira vez em 1981, abrem à 10ª jornada do Campeonato Nacional.

O clássico, envolto em muita expectativa por parte dos adeptos, coloca os petrolíferos em vantagem no que concerne às vitórias. Deste modo, os tricolores têm 32 triunfos, ao passo que os militares levam 23, porém, esta tarde quem cometer mais erros arrisca-se a perder.

Apesar das baixas que as duas equipas apresentam, o empate é um resultado neutro, uma vez que o histórico regista 20. Nas hostes dos militares, Dany Massunguna, Gogó e Gogoró são as baixas de vulto para os 90 minutos.

Ainda assim, o técinco adjunto Ivo Traça mostra-se confiante, porque ao longo da semana trabalharam para colher frutos. Por esta razão, adiantou que o médio Geraldo, Ibukun e Jacques prometeram “cintilar” no tapete verde do 11 de Novembro. No Catetão, os tricolores querem regressar aos triunfos, porém nas duas últimas jornadas empataram.

Os dois pontos conseguidos frente ao Progresso do Sambizanga (2-2) e sem golos com o Recreativo do Libolo do Cuanza-Sul agastou os adeptos. Por isso, o técnico Beto Bianchi escondeu a táctica aos adeptos, bem como aos órgãos de comunicação social.

À porta fechada, o brasileiro orientou os trabalhos, mas é ponto assente que também tem duas baixas no plantel. Job, que cumpre castigo federativo, e Tony não vão desfilar no clássico em que o 1º de Agosto levou de vencida em 1981 (1-0). No ano passado, os militares venceram o rival de longa data por uma bola a zero. Tudo indica que os petrolíferos entrarão com o sentimento de desforra.
Clube

Últimas Notícias