Praia Branca acolhe VI edição do “Sodade, Festival D´Morna”

O Historiador Lourenço Gomes será um dos oradores na sessão com o tema “A Morna: Das Origens à sua Salvaguarda como Património Cultural e Imaterial”.

A VI edição do “Sodade, Festival d´Morna”, agendada para os dias 13 e 14 de Abril na localidade da Praia Branca, presta homenagem ao músico Armando Ramos Cabral. O homenageado, filho de Praia Branca, nasceu a 3 de Junho de 1945. Armando d´Pletche”, como também é conhecido, foi escolhido por ser um músico que tocou com Armando Zeferino Soares, autor da famosa Morna “Sodade” e pelo grande contributo dado na morna e na Cultura da ilha. Enquadrada na VI edição do “Sodad, Festival d’ Morna” a autarquia através do Pelouro da Cultura promoveu esta Sexta-feira no Museu da Pesca uma Conferência sobre a Morna em parceria com o Instituto do Património Cultural.

À semelhança da II edição do Festival de Morna, a edilidade agendou uma conferência intitulada “Morna – Nos Identidade, Nos Património”, que conta com a moderação do Presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, Dr. José Freitas de Brito. O Historiador Lourenço Gomes será um dos oradores com o tema “A Morna: Das origens à sua salvaguarda como património Cultural e Imaterial”. “A candidatura da Morna a Património Mundial: Percurso e Desafios” é o tema debruçado por Sandra Mascarenhas do Instituto do Património Cultural. Por seu turno, o músico Nhelas Spencer fará a sua intervenção com o assunto “A Morna como Género e o seu Próprio Percurso enquanto músico. Ainda para esta Sexta-feira, a organização agendou uma serenata pelas ruas da cidade do Tarrafal marcado para iniciar às 22 horas.

O “Sodade, Festival d´Morna” que vai agora na sua VI edição, já tornou um produto cultural do município do Tarrafal, reunindo vários artistas das ilhas para prestigiar a morna. O cartaz desta VI edição conta com artistas como Nhelas Spencer, Trio de São Nicolau composto por Tomás Delgado, Pedro Soares e Sr. Reis, do Sal Virgílio Duarte (Ti Gil), Christian Lopes e José “Djoy” Fortes. Da ilha de São Vicente Chico Serra, da Brava, Arlindo Rodrigues, Rodji Monteiro da Ribeira Grande e Joanita Fonseca vem do Porto Novo. Da Ilha de Santiago espera-se Albertino Évora, Suzete Montrond, Naty Martins e Edmir Varela, da Boa Vista, Lavinha Freire. Enquanto na Ilha de São Nicolau, Marly Soares Leontina Fortes, João Eugénio da Ribeira Brava e Djuta Gomes e Gute Matias Fajã serão os artistas que sobem ao palco.

A banda suporte estará sob responsabilidade do Adilson Rodrigues (violão), Luís Monteiro (teclado), António Silva “Katuk” (violão), Júlio Ramos (cavaquinho), Braz Soares (percussão), António Gomes (bateria) e Carlos Cabral (Viola Baixo). Igual aos anos anteriores o palco do festival será montado no largo da Laja, ao lado da casa onde viveu o autor (material) da morna “Sodad d’ nha Terra Saninclau”, Armando Zeferino Soares. O Ministério da Cultura, IPC, Sucla e algumas Câmaras Municipais são parceiros desse Festival que conta com o patrocínio da CVMóvel, Enapor, Vivo Energy, Electra, Agua d’Torno, Black, Residencial Alice, Residencial Natur, Auto Mais e RvStone.