loader

Já começou

á mexe a corrida eleitoral autárquica no país. Os principais partidos, MPLA e UNITA, estão a formar os seus quadros e militantes em “matérias autárquicas”, o que é o mesmo que dizer que estão em momento de sensibilização e mobilização interna.

Por: José Kaliengue

É preciso garantir o voto militante, não vá alguém esquecer-se de votar na melhor solução para o seu município e a solução mais votada não envergar a mesma camisola. Mas isso é para os grandes, os pequenos vão esperar que termine a discussão sobre o gradualismo e sobre o orçamento eleitoral para se mexerem.

Não vão apanhar nada. Na nossa realidade, os pequenos já devem ter percebido que um bom desempenho nas autárquicas pode ser uma garantia de salvação em 2022.

É bom, entretanto, que os grandes se tenham começado a mexer, sobretudo o MPLA, que é quem governa tudo e deve explicar aos seus administradores municipais e governadores províncias que devem fazer melhor, ou o povo tirá-los-á dos seus postos.

E isso é bom para nós, pode ser que melhorem os espaços onde habitamos. Afinal, o voto é mesmo a melhor arma do povo.

Últimas Notícias