loader

Nove novos monumentos e sítios serão elevados a património histórico-cultural

Entre monumentos e sítios a serem classificados, constam os edifícios da Imprensa Nacional e a Liga Nacional Africana, localizados em Luanda, cujas placas serão descerradas na Sexta-feira, 20, com vista a comemorar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios que hoje se assinala

Texto de: Antónia Gonçalo

O Ministério da Cultura procede, hoje, à classificação de nove novos monumentos e sítios como património histórico-cultural, localizados nas províncias de Luanda, Uíge, Huíla, Bengo e Cuando Cubango, em alusão ao Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, soube OPAÍS.

A classificação destes monumentos e sítios enquadra-se na jornada do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios que decorrerá de 18 a 20 do corrente, sob o lema “Património para as Gerações”. Consta que com este número, o país passa a contar com 274 monumentos e sítios e cerca de duas mil áreas inventariadas.

Em nota divulgada pelo Ministério da Cultura, reitera-se que Angola é um dos países do continente africano que possui no seu território, um património histórico, cultural e natural considerável, destacando- se as edificações, os sítios e lugares de memória, a arte rupestre, os parques naturais, a fauna e flora.

“No caso concreto do património edificado e sítios ou lugares de memória, estes constituem, efectivamente, o mais eloquente testemunho do percurso histórico, da actividade e da sensibilidade do povo angolano nos diferentes momentos, contextos e situações que marcam a sua história”, lê-se no documento.

Outras actividades Nos dois dias que marcam as jornadas serão realizadas palestras sobre diversas temáticas, entre as quais o “Património Imaterial e Identidade” e “Património, Memória e Cidadania”, a decorrer no Instituto Superior de Ciências da Comunicação, na Cidade do Kilamba, em Luanda, orientadas pelo director adjunto do Instituto Nacional do Património Cultural, Emanuel Caboco e Manuela Muanha da Silva.

A data será ainda marcada pela inauguração de uma exposição de pintura e gravura sobre os Monumentos e sítios do país, no Arquivo Nacional de Angola. Na Quinta-feira será realizado um seminário sobre técnicas de inventário, documentação e gestão do Património Cultural, a ter lugar no Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL) e que será proferida por Emanuel Caboco, Afonso Valentim e Victor Suama.

A efeméride

O dia 18 de Abril foi instituído como Dia Internacional dos Monumentos e Sítios em 1982 pelo ICOMOS (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios), uma associação de profissionais da conservação do património, e aprovado pela UNESCO em 1983. A data visa promover os monumentos e sítios históricos e valorizar o património, ao mesmo tempo que tenta alertar para a necessidade de providencia a sua conservação e protecção.

Em Angola existem mais de 200 Monumentos e Sítios classificados, como a Igreja de Nossa Senhora da Muxima, Fortaleza da Muxima, Igreja Nossa Senhora do Pópulo (Benguela), Jardim da Pouca- Vergonha (Bié), Igreja de Tchiowa (Cabinda), Memorial do Rei Mandume (Cunene), Morro do Moco (Huambo), Fendas de Tundavala (Huíla), Forte de Massangano (Cuanza-Norte), Ruínas Fortaleza Kibala (Cuanza-Sul) e Estátua do Cristo Rei (Huíla).

Últimas Notícias