loader

segurança da uea morto por espancamento em interior de cela

A vítima terá sofrido agressão física com recurso a objectos contundentes de outros três detidos na mesma cela e não resistiu à tortura a que foi submetido

Um segurança destacado na sede da União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda, foi brutalmente espancado até à morte na 19ª Esquadra do distrito urbano da Ingombota, supostamente por outros detidos. Segundo um comunicado da Polícia Nacional a que OPAÍS teve acesso, o segurança foi detido por negligência na execução das suas funções como vigilante da União dos Escritores.

Sem esclarecer as razões da agressão dos detidos sobre a vítima, a Polícia disse que os agressores aperceberem-se que o malogrado apresentava já sérias debilidades, chamaram por socorro junto dos agentes em serviço que o levaram para o hospital onde acabou por sucumbir.

Depois de se efectuar a autópsia, foi determinado que o segurança morreu por agressão física, traumatismo craniano com objecto contundente, conforme apurou a investigação feita pelo SIC na cela com os três reclusos. Segundo a Polícia, os agressores, que já se encontravam detidos, foram acusado pelo Ministério Público de crime de homicídio voluntário por espancamento.

Últimas Notícias