loader

Pai Profeta grava mixtape “Dança da Família” em Windhoek

Segundo o músico, o vídeo clip será divulgado ainda esta semana nos canais televisivos e nas plataformas sociais

POR: Afrodite Zumba, em Windhoek

O kudurista “Pai Profeta“ esteve recentemente na cidade de Windhoek, na República da Namíbia, onde gravou a mixtape da música “Dança da Família”, cuja divulgação acontece ainda esta semana nos canais televisivos nacionais, bem como nas plataformas digitais Youtube e Facebook. Em entrevista exclusiva a OPAÍS, o músico afirmou que a produção e concepção do projecto foi feita em três dias, em vários pontos turísticos da cidade, nomeadamente, Parliament Park e Museum, sob direcção artística do produtor “DJ Snoop”.

O vídeo contou com a participação de bailarinos namibianos, que durante a actuação representaram toques da dança local “Kwaito”. Segundo o autor dos temas “Bom almoço” e “Vamos dividir o pão”, pretende com este trabalho alavancar o estilo musical Kuduro que, segundo o mesmo, “está a perder terreno com o surgimento do estilo Afrohouse”. “O Kuduro encontra-se sob baixa pressão e nós os kuduristas temos que trabalhar para que não morra”, defendeu o artista, reafirmando que a divulgação do aludido vídeo, será feito ainda esta semana em diversas plataformas.

A par desta actividade, o músico Pai Profeta, também conhecido “por gerar polémicas” no meio artístico, procedeu à realização de um show denominado “ Kuduro Night”, em que estiveram dezenas de apreciadores do estilo, sobretudo jovens. O espectáculo começou pouco depois das 20 horas e teve a participação especial dos DJ’s Gabilson, Remedy, Armani e Lizo.

“Não vivo do Kuduro”

Apesar de dedicar-se ao Kuduro há 16 anos, Pai Profeta afirma que não consegue sustentar a família unicamente como kudurista. Daí que, além de cantar cumpre carreira militar e é apresentador de Televisão, o que lhe dá mais garantias e sustento à família e àqueles que estão sob sua tutela. O músico lamenta o facto de existir pouco apoio do Ministério da Cultura aos profissionais da classe, que muito têm contribuído para a divulgação da Cultura angolana além-fronteiras. “O Ministério da Cultura existe, mas na prática não se faz sentir “, concluiu.

Perfil
Nome: Paulo Gomes
Idade: 30 anos.
Estado civil: Solteiro
Filhos: 2
Referência musical: Seven
Cor: Branco
Actividades profissionais: músico,
militar e apresentador de TV

Últimas Notícias