loader

Análise Diária: Transacções no mercado secundário de dívida pública atingiram Kz 143,2 mil milhões

A evolução das transacções no primeiro trimestre representa um aumento de 211% face ao período homólogo

POR: Atlantico

Espaço Angola

O volume de transacções no mercado secundário de dívida pública atingiu Kz 143,2 mil milhões no primeiro trimestre de 2018, que representa um aumento de 211% face ao período homólogo.  Os depósitos obrigatórios, que os bancos comerciais mantêm no BNA, registaram redução de 1,17% em Fevereiro em relação ao mês anterior, situando-se em Kz 887,31 mil milhões.

Espaço Internacional

Japão: O Índice de Preços no Produtor registou uma ligeira desaceleração, no mês de Março, ao variar 0,5%, que corresponde a redução de 0,2 p.p. face ao período homólogo.  Alemanha: O clima de negócios IFO referente ao mês de Abril reduziu 1,16% face ao mês de Março, fixando-se em 102,1 pontos, que corresponde ao menor nível desde Março de 2017.

Visão Atlantico

O volume de transacções no mercado secundário de dívida pública atingiu Kz 143,2 mil milhões no primeiro trimestre de 2018, que representa um aumento de 211% face ao período homólogo. Destaca-se que durante o período em análise as negociações realizadas no ambiente multilateral cresceram 311%, enquanto o ambiente bilateral viu o seu montante aumentar em 91%. O desempenho apurado poderá reflectir uma maior dinamização do mercado, educação financeira das famílias, o aumento da atractividade dos instrumentos financeiros e incremento da poupança privada, como resultado do actual contexto económico.

O clima de negócios IFO referente ao mês de Abril reduziu 1,16% face ao mês de Março, fixando-se em 102,1 pontos, que corresponde ao menor nível desde Março de 2017. O sentimento dos agentes económicos sobre a evolução da economia na Alemanha, nos próximos seis meses, foi influenciado pela redução das expectativas, no mês de Abril face ao mês anterior, no sector manufactureiro, prestação de serviços, venda a grosso e a retalho ao variar em 24%, 25,9% e 10,2%, que representa redução de 3,3 p.p., 3,5 p.p., e 3,8 p.p., respectivamente.

Últimas Notícias