loader

Carne de Sábado

Hoje é Sábado, o tempo prometido pelo INAMET é bom, não está previsto que chova na maior parte de Angola, apesar do calor abusado que se tem feito sentir em Luanda. Estamos a despedir-nos da Estação das Chuvas. Aí vem o Cacimbo.

POR: José Kaliengue

Muito bem, apesar do calor, a ausência de chuva vai permitir que se passe o tempo ao ar livre, na praia, num piquenique, numa sentada em casa. Se climatericamente as coisas estão arranjadas, há, porém, outros ingredientes importantes. Paremos na carne, porque um churrasco vem sempre a calhar em ocasiões do género. E falemos da carne angolana. Não sei se se pode contar com a carne de vaca, sempre entre uns que dizem que produzem, os que importam e os angolanos que só comem carne importada. Gado, há. Vemos por aí pelo país, mas não há criação verdadeiramente organizada e vocacionada para o negócio. É assunto entre compadres, na maior parte das vezes. E muitos deles nem sabem o que andam a fazer. Porém, há alternativas, algumas até mais saudáveis e que, se incentivadas pelo Estado, podem tirar muita gente da pobreza, variar a dieta e “diversificar” a economia. Pensemos no cabrito, no coelho, na galinha, na ovelha, no pato, no peru. Nos suinos. Carnes saborosas, de rápida reprodução e que podem ser objecto de fomento no meio rural, nas famílias camponesas. Este é um bom Sábado para comprar alguma coisa aos nossos camponeses. E os próximos sê-lo-ão também.

Últimas Notícias