loader

Cinema: A série de ficção científica que agrada a 93% da audiência e a 21% dos críticos

As críticas foram más, mas a recepção extraordinária deu à série “The Orville” acesso directo à segunda temporada na Fox. Há surpresas nos temas e nas personagens, porém ainda não podem ser reveladas

Aquilo em que Seth MacFarlane coloca as mãos costuma dar bons resultados, mas ninguém sabia o que esperar quando o actor e produtor responsável por “Family Guy e Ted” anunciou uma nova série de ficção científica. “The Orville” passa-se em 2418 e retrata as aventuras da tripulação de uma nave exploratória da União Planetária, comandada pelo protagonista Ed Mercer (Seth MacFarlane). A inspiração nos temas e a imagética de Star Trek é flagrante, mas o tom bastante diferente.

Trata-se de uma alegoria espacial com toques de comédia que explora temas controversos, desde o racismo à identidade de género. A fusão originou uma situação incomum: os críticos destruíram a série, os espectadores adoraram-na. Apesar das críticas negativas que recebeu, “The Orville” bateu recordes de audiência na Fox e tornou-se o maior lançamento da temporada 2017/2018 no canal.

A segunda temporada foi anunciada quase de rajada, dado o sucesso de audiências que alcançou. “Sempre vimos isto como uma série de antologia”, declarou Seth MacFarlane no painel dedicado a The Orville durante o Paley Fest em Hollywood. “As pessoas abraçaram esta série como ficção científica a sério. Vêem pela narrativa e pelas personagens”, referiu.

Criticas MacFarlane não poupou a crítica, que arrasou o programa desde a sua estreia. “Houve muita hostilidade estranha”, afirmou, “do tipo “quem pensas que és para escreveres sobre estas coisas”?”, acrescentou o produtor. Vários episódios da primeira temporada lançaram polémica, em especial “About a Girl”, no qual o casal de oficiais da raça alienígena Moclan, Bortus e Klyden, têm uma filha; a raça é inteiramente masculina, o que levou a um debate sobre se deviam proceder à mudança de género.

Últimas Notícias