loader

Nova temporada de ‘Mister Brau’ com extratos sobre Angola

A nova temporada da série ‘Mister Brau’ estreiou nesta Terça-feira, no canal Globo Internacional, na posição 10, da ZAP.

A série ‘Mister Brau’ está de volta ao pequeno ecrã, com a diversão de sempre e a discussão de temas da actualidade a que a trama tem vindo a habituar. Contudo, é Michele Brau que dá as cartas nesta quarta temporada: de bailarina e empresária do marido, Michele consolida-se como diva da música pop mundial.

Com direito a agenda lotada e até avião próprio, o sucesso estrondoso vai mexer com a vaidade e a criatividade de Brau (Lázaro Ramos), que se volta para as suas raízes na Madureira, na Zona Norte carioca, atrás da fama perdida, arriscando-se na música sertaneja e até em noites de churrascaria. “A Michele sempre foi uma mulher empoderada e esse era um caminho natural de quem vai crescendo profissionalmente. Nessa temporada vamos discutir muitas coisas, desde o homem não ‘segurar a onda’ quando a mulher tem destaque; como ficam os filhos e a família quando a mulher sai para trabalhar e prospera muito; a questão da idade, que ela sente com a chegada da Yasmin, personagem da Lellezinha.

Os autores olham para a sociedade, vêem o que ela está a discutir e trazem isso para dentro da série. A gente pode discutir temas que não são leves de uma maneira que diverte, alcança e faz reflectir. Poder fazer isso na televisão dá-me muito orgulho”, diz a actriz Taís Araújo, que com a ascensão da personagem teve que fazer aulas para cantar e dançar em cena. Mais do que o universo feminino, a trama de Jorge Furtado doseia humor e responsabilidade, trazendo à tona temas como a Operação Lava-Jato, o drama dos refugiados e racismo, além de questões familiares quotidianas. De volta ao bairro de Madureira, Brau e Lima (Luís Miranda) resgatam o prazer de serem reconhecidos nas esquinas e buscam novos caminhos profissionais.

Além da música, vão estar atentos a todas as novidades culturais da região e os seus potenciais no mundo pop. Da Zona Norte carioca, Brau vai parar à África. A viagem para Angola será a parte final das gravações desta temporada. “Ir para a África é uma maneira de buscar as origens. É fechar com chave de ouro essa história que sempre teve tanto orgulho de falar sobre a cultura afro-brasileira. Musicalmente, esteticamente e identitariamente. O encontro virá através desta três coisas: da busca da identidade, do respeito estético e da pesquisa musical”, resume Lázaro. “Mister Brau abriu esse espaço onde se discute o negro de uma outra maneira. Eles são bem-sucedidos, com auto-estima elevada, e agora, fazer esse episódio em Angola, significa trazer essa herança do brasileiro.

 

Últimas Notícias