loader

Editorial: É vital organizar

No início desta semana, na Segunda-feira, a OIT (Organização Internacional do Trabalho) divulgou em Nova Iorque um relatório que coloca Angola com 94 % da população a participar na economia informal. Este valor dá a dimensão do problema, e também do desafio da formalização da nossa economia. O Estado precisa de se salvaguardar da anarquia, do caos económico e dos problemas sociais interligados. Aliás, o susto derivado da baixa do preço do barril do petróleo no mercado internacional não se deveu apenas à falta de divisas que por esta via deixaram de entrar, mas também à falta de qualquer controlo sobre grande parte da actividade económica e da massa monetária circulante. Deveu-se, em última análise, também à quase nula contribuição tributária das actividades e dos ganhos realizados em Angola. Formalizar a actividade económica é mais do que necessário, é vital para o Estado, se não quer integrar a lista dos Estados falhados.

Últimas Notícias