loader

Pelo menos 125 pessoas morreram vítimas das tempestades de areia na Índia

As tempestades de areia e relâmpagos no Norte da Índia causaram a morte de 125 pessoas ao menos. Autoridades alertam para novas tempestades previstas para as próximas 48 horas. Uma tempestade de areia provocou várias mortes e feridos no Norte da Índia.

Pelo menos 125 pessoas terão morrido na noite de Quarta-feira e mais de 200 terão ficado feridas, de acordo com a Agence France Press. O número de vítimas pode ainda aumentar. As zonas mais afectadas foram Uttar Pradesh, Rajasthan e Punjab e Agra — a cidade onde se situa o Taj Mahal –, onde se registou a morte de, pelo menos, 111 pessoas. Outras 14 pessoas terão morrido em Andrha Pradesh, “que foi atingida por mais de 41 mil raios na Quarta-feira”, segundo autoridades citadas pela AFP. A enorme tempestade de areias e relâmpagos juntamente com ventos, que ultrapassaram os 130 quilómetros por hora em alguns Estados, provocaram danos em vários locais.

Casas, árvores, postes de eletricidade e muros foram derrubados, deixando muitos sem habitação, tendo o gado também sofrido com este fenómeno — acima de 150 bovinos e outros animais mortos. Segundo a AFP, há pessoas que relatam 45 minutos de ventos demolidores seguidos de fortes tempestades e relâmpagos. As escolas foram encerradas e a população prepara-se agora para uma nova tempestade, já que “há grande probabilidade dos ventos se intensificarem nas próximas 48 horas em Rajasthan, e produzir outra tempestade de poeira”.

O chefe do Departamento de Assistência e Gestão de Desastres do Rajasthan disse à AFP que os serviços de emergência estão em alerta, e o Departamento de Meteorologia alertou para novas tempestades neste Sábado, aconselhando as pessoas a não dormirem ao relento, uma prática corrente entre os mais pobres, nesta Estação de Calor sufocante. Na Índia, todos os anos, tempestades como esta matam muitas pessoas, mas há quem diga que não se lembra de uma tão “devastadora” como esta última. O primeiro-ministro, Narendra Modi, reagiu à tragédia através do Twitter, onde escreveu que está triste “pela perda de vidas devido à tempestade em várias partes da Índia”, enviando condolências às famílias das vítimas e aos feridos formulando os votos de rápidas melhoras. Narendra Modi declarou ainda que solicitou às autoridades todos os esforços necessários para acudir as vítimas.

Últimas Notícias