loader

União Europeia aposta no sector agrícola em Cabinda

A União Europeia aposta no sector da agricultura na província de Cabinda no âmbito do seu novo plano do desenvolvimento entre o Ministério da Economia e do Planeamento, avançou nesta cidade o embaixador acreditado em Angola, Tomás Ulicny.

O chefe de missão da Delegação da UE, Tomas Ulicny, que esteve em Cabinda durante dois dias, sublinhou que essa aposta no sector da agricultura em Cabinda “é muito importante porque existe aqui um potencial para desenvolver essa actividade”.

Salientou também que os projectos do Governo provincial no fomento da actividade agrícola “estão num bom caminho para atingir resultados positivos”, que podem ajudar a crescer a economia e a oferta de produtos do campo ao nível da província, dando resposta ao combate à fome e à pobreza.

Nesta senda, o diplomata testemunhou a assinatura de três acordos de projectos agrícolas que foram colocados aos produtores locais. “Isto é uma prova concreta de que a UE está pronta e disposta a oferecer apoio ao sector privado”, assegurou.

Para o embaixador, o sector privado será a principal prioridade na próxima fase do seu apoio, tendo em conta a diversificação da economia que é importante para a UE, que concordou com o programa do Governo da província que afirma que não se pode continuar a depender em 95 por cento do orçamento que vem da venda dos produtos petrolíferos.

Durante a sua estada em Cabinda, Tomas Ulicny, teve um encontro com o governador da província, Eugénio Laborinho, e assinou três acordos de financiamento entre a UE, o Fundo de Apoio Social (FAS) e empresários locais do café. Por seu turno, o governador provincial de Cabinda, Eugénio Laborinho, apelou ao embaixador da UE no sentido de dar uma atenção especial à província de Cabinda nas áreas da formação profissional, saúde e educação, entre outros projectos que possam surgir.

Tendo em conta os despedimentos que se registam no campo petrolífero de Malongo, devido à baixa do preço do petróleo, o governador solicitou o apoio da UE para o enquadramento de jovens nos próximos projectos. O embaixador da UE garantiu a sua disponibilidade para ajudar a província de Cabinda, estando a avaliar a possibilidade de reforçar a cooperação com o Governo local.

O programa da visita incluiu idas ao município de Cacongo e a vários empreendimentos públicos, com destaque para o Porto de Águas profundas do Caio, o Hospital Provincial, o sistema de tratamento de águas de Sassa-Zau, em fase de construção, o Centro de Aconselhamento da Mulher do Simulambuco, o Magistério de Cabinda, bem como um encontro com membros da sociedade civil.

Últimas Notícias