loader

Kabuscorp do Palanca obrigado a vencer o Maquis

O emblema da Rua F, ao perder drasticamente seis pontos por orientação da FIFA, só pensa na vitória amanhã

POR: Sebastião Félix

O Kabuscorp do Palanca, após uma descida drástica na tabela classificativa do Girabola Zap, recebe amanhã o Bravos do Maquis, no Estádio dos Coqueiros, às 15:30. A formação do Palanca (Luanda), que agora ocupa a 13ª posição com 13 pontos, tem a obrigação de vencer os maquisardes do Moxico, no prosseguimento da 14ª jornada. O emblema da Rua F, por incumprimento da dívida de 750 dólares com o ex internacional brasileiro Rivaldo, viu a mão pesada da FIFA atacar-lhe no Campeonato Nacional.

Ao que parece, a direcção da turma do Palanca já assumiu o passivo, logo, esta tarde terá pela frente um adversário com argumentos técnicos e tácticos. A equipa técnica liderada por Sérgio Traguil, na ponta final da primeira volta, vai trabalhar muito para recuperar os pontos perdidos, seis, por orientação da FIFA. Perante os factos, os maquisardes escalam Luanda para discutir os três pontos, uma vez que é imperioso saírem da nona posição, onde contam com 15 pontos. O técnico Zeca Amaral, hoje, vai entrar com uma equipa mais ofensiva, tudo, porque o emblema do Palanca está com algumas limitações defensivas.

Décima quarta ronda encerra no dia 27 do corrente mês

O fecho da décima quarta do Campeonato Nacional encerra somente no dia 27 do corrente e inscreverá o 1º de Agosto e o Sagrada Esperança da Lunda Norte, no Estádio 11 de Novembro. Os militares, por força do seu envolvimento na Liga dos Clubes Campeões Africanos, viu o seu jogo adiado, mas está ligeiramente em vantagem, porque o Interclube escorregou.

Últimas Notícias