loader

Carta do leitor: Marginais aterrorizam moradores do Quintalão do Petro

Ao director do jornal O PAÍS ;

Obrigado pela oportunidade que me concede neste espaço. Sou cidadão angolano nascido na província de Benguela, vivo no município do Kilamba Kiaxi, em Luanda. Aproveito este espaço para demostrar a minha preocupação quanto aos constantes assaltos que aqui se verificam, no bairro Golfe 2, concretamente no Quintalão do Petro.

De: António Miguel

No meu bairro, os marginais com idade compreendida entre os 15 e 19 anos realizam as suas acções a qualquer hora do dia, os mesmos assaltam residências, cantinas dos cidadãos estrangeiros e nacionais. Por esta razão, eu e os meus vizinhos já estamos agastados, por isso demos participação à esquadra da Polícia Nacional do bairro, porque a resposta que nos é dada é, “vamos reforçar o patrulhamento”.

A verdade é que os assaltantes continuam aterrorizar os trabalhadores, estudantes e a população em geral do bairro. Por este facto, peço ao comandante da Polícia Nacional do município do Kilamba Kiaxi para colocar mais agentes a circularem nas ruas, de modo que possamos viver com alguma tranquilidade. Na verdade, director do jornal O PAÍS , o povo quer segurança.

Últimas Notícias