loader

Kim Jong-un considera histórica a sua cimeira com Donald Trump

O Presidente norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu próximo encontro com o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, de evento “histórico”, durante conversações que manteve com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, em Pyongyang.

 

A informação foi avançada pela agência noticiosa da Coreia do Norte, a KCNA, que adiantou que Kim afirmou que a sua reunião com Trump seria “um encontro histórico” e um “excelente primeiro passo”.

Acrescentou ainda que iria ajudar a melhorar a situação na península coreana e na “construção de um belo futuro”, acrescentou a KCNA.

 

Esta foi a primeira vez que Kim Jong-un mencionou publicamente o encontro previsto com Trump, segundo a agência noticiosa sul-coreana Yonhap.

 

Mike Pompeo deslocou-se à Coreia do Norte para discutir as modalidades desta cimeira muito sensível entre Donald Trump e Kim Jong-un, que deve ocorrer dentro de algumas semanas, e garantir a libertação de três norte-americanos detidos na Coreia do Norte.

 

Kim declarou que tinha dado uma “amnistia” aos três homens, que tinham sido “detidos na Coreia do Norte pelas suas actividades” contra o país, segundo a KCNA.

Este desenvolvimento é considerado um sucesso diplomático para Washington e levanta o último obstáculo relevante à cimeira entre Trump e Kim.

Últimas Notícias