loader

Instituto Mosaiko promove debate sobre corrupção este Sábado em Viana

O objectivo é o de reflectir ou trocar ideias sobre este fenómeno que em Angola começa a ganhar proporções alarmantes nos últimos tempos. Aliás, o seu combate foi escolhido pelo Executivo como sendo o seu “cavalo de batalha”

POR: Iracelma Kaliengue

O Instituto Nacional de Cidadania “Mosaiko” realiza hoje, Sábado, em Viana, Km 12, em Luanda, uma palestra sobre a corrupção, no âmbito do ciclo de debates que tem vindo a promover e que já vai na sua 20ª edição. Denominado “Cidadania em Debate” e subordinado ao tema “Corrupção: Todos temos um preço”, terá como orador o jurista e professor universitário Benja Satula, que fará uma incursão sobre esta problemática no actual contexto político, social e económico de Angola.

A porta-voz do Mosaiko, Deonilde da Graça, explicou que o objectivo deste debate é o de ouvir dos cidadãos a sua opinião em relação ao tema em abordagem, além de produzir nos mesmos o compromisso de poderem praticar um acto em prol da resolução da problemática da corrupção no país. Acrescentou que “Cidadania em Debate” é um espaço de partilha de experiências e saberes ligados ao exercício da cidadania, uma actividade que acontece mensalmente.

Deonilde Graça salientou que a corrupção é uma mal que impede o crescimento económico, o desenvolvimento humano, político e social do país e, consequentemente, bloqueia a participação das pessoas, daí a importância de um debate sobre este assunto. Revelou existirem processos abertos por parte do Estado e de organizações que têm iniciativas de diálogo sobre uma nova postura frente a gestão do bem público. Reforçou que o combate à corrupção deve ser um compromisso de todas as pessoas, entidades e organizações.

Mosaiko

O Mosaiko é um Instituto angolano para a Cidadania, sem fins lucrativos. Visa contribuir para uma cultura dos direitos humanos em Angola. Foi fundado em 1997 pelos Missionários Dominicanos (Ordem dos Pregadores – Igreja Católica), sendo a primeira instituição angolana a assumir, explicitamente, como missão, a promoção dos Direitos Humanos em Angola. Guiado por um forte compromisso social, o Mosaiko tem como objectivo o respeito pela dignidade humana e o desenvolvimento da sociedade angolana, a partir do contributo de todos e de cada um.

Valores da organização

A promoção da dignidade passa, acima de tudo, pela erradicação da ignorância através de uma consciência crítica e do incentivo a uma postura de cidadania activa. Por isso, o Mosaiko procura que o trabalho de investigação e reflexão seja difundido, o mais amplamente possível, de forma acessível aos diferentes públicos, contribuindo para a afirmação de uma opinião pública forte e de uma sociedade civil com espírito de iniciativa.

Últimas Notícias