loader

Editorial: As criancinhas e o Presidente

João Lourenço foi visitar o Hospital David Bernardino, a pediatria de Luanda. Fê-lo numa altura em que o sistema nacional de saúde está debaixo de críticas, sobretudo por causa da assistência medicamentosa e também por causa da chamada desumanização. Ou seja, o Presidente arriscou e deu a cara. Não para assumir qualquer tipo de culpa, mas para comprometer o Executivo e o Estado com a atenção que as crianças merecem, muito mais as adoentadas, internadas. O Presidente passou a mensagem de que às crianças deve ser dada, de facto, toda a prioridade. João Lourenço, nessa sua “presidência aberta”, pode influenciar e até mudar muita coisa, tem apenas de acautelar os habituais aproveitamentos de gente que depois não faz a sua parte. Se alguém for capaz de imaginar o estado de alma com que fica uma criança acamada visitada pelo Presidente da República, saberá que terá de adequar todo o seu comportamento para o bem das crianças.

Últimas Notícias