loader

EUA querem trabalhar com europeus num novo acordo sobre o Irão, diz Pompeo

Os Estados Unidos querem trabalhar com os seus sócios europeus num novo acordo para enfrentar a “conduta maligna” do Irão, logo após se retirarem do histórico acordo nuclear – afirmou o secretário de Estado Mike Pompeo neste Domingo (13)

‘Espero que nos próximos dias, ou semanas, consigamos um acordo que realmente funcione, que realmente proteja o mundo da má conduta iraniana, não apenas do seu programa nuclear, mas também dos seus mísseis e da sua conduta maligna”, disse durante programa da Fox News. “Trabalharemos estreitamente com os europeus para tentar conseguir isso”, acrescentou.

Em entrevista à ABC, neste Domingo, o conselheiro de Segurança Nacional do Presidente Donal Trump, John Bolton, criticou “os avanços que o Irão realizou com ajuda do acordo, avanços militares convencionais e terroristas no Iraque, Líbano e Iêmen.

O Irão realmente avançou desde 2015”. Já o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohamad Javad Zarif, iniciou em Pequim, neste Domingo, uma viagem que também previa escalas em Moscovo e Bruxelas, com o objectivo de salvar o acordo abandonado por Washington e de proteger os interesses económicos do seu país.

Depois da decisão do Presidente Donald Trump de tirar os Estados Unidos do acordo e restabelecer as sanções, “a razão crucial desta viagem é estabelecer o diálogo com as nações que seguem no acordo”, disse Zarif, ao lado do seu homólogo chinês, Wang Yi.

Diante desta situação, Trump voltou a tocar no tema: “Lembremse até que ponto o Irão se portava mal, enquanto o acordo estava em vigor. Tentava dominar o Médio Oriente com todos os meios necessários. Agora, isso não acontecerá mais!”, publicou o Presidente

Últimas Notícias