loader

Barril de petróleo chega aos USD 80

O barril de crude, que serve de referência às exportações de Angola, atingiu o máximo desde 2014, altura em que a crise esteve no auge.

Com avanços e recuos, o preço do barril de petróleo do tipo Brent avança mais do que recua. Por exemplo, o barril de petróleo Brent, para entrega em Julho, abriu ontem, dia 18, em alta no mercado de futuros de Londres, ao começar a negociação a USD 79,52. Durante a sessão de Quinta-feira, o barril de petróleo Brent superou a barreira de USD 80, uma cotação que não registava desde Novembro de 2014, mas encerrou a USD 79,30.

O preço do barril alcançou USD 80,18, uma alta de 90 cêntimos em comparação com o valor de Quarta-feira, antes de voltar a ser negociado abaixo dos USD 80, num mercado tenso pela incerteza a respeito da produção do Irão e da Venezuela. Do outro lado do Atlântico, o barril de “light sweet crude” (WTI) para entrega em Junho era negociado a USD 72,07, uma alta de 58 cêntimos em comparação com a véspera.

Os avanços registados pelo preço do petróleo no mercado internacional abre, segundo especialistas, boas perspectivas para que o barril do crude possa ultrapassar a barreira dos USD 100. No entanto, há quem pense num crescimento mais moderado, admitindo mesmo uma queda em 2019. De acordo com os especialistas do renomado Banco Of América, “analisando os próximos 18 meses, esperamos pressão sobre o equilíbrio global entre a oferta e a procura de petróleo”, admitiu, salientou Francisco Blanch, chefe de research de commodities do Bank of America, num relatório

Últimas Notícias