loader

Mar agitado no horizonte

Não há segredo algum, nisto pode-se apostar e pôr a mão no fogo: teremos dias agitados em torno do novo Código Penal.

POR: José Kaliengue

Na verdade, teremos dias agitados em torno da questão da penalização do aborto, com pena de até oito anos de cadeia na proposta do código Penal que a Assembleia Nacional tem em mãos. Se quer descascar este abacaxi, a Assembleia que se despache, porque quanto mais próximo do fim da legislatura mais complicado será. Aliás, o novo Código Penal só não está ainda em vigor por causa exactamente deste assunto. Na legislatura passada os deputados, de todos os partidos, olharam para o “bicho”, assobiaram para o lado e puseram-se em debandada, as eleições estavam à porta, ninguém teve a necessária coragem para encarar o assunto. Não se sabe como será a reacção da sociedade. Temos cristãos “aplicados” que nem sequer querem ouvir falar em aborto. Temos cristãos hipócritas, que darão a cara pela penalização, mas que praticam o aborto. E teremos também, entre cristãos e ateus, os que serão pela despenalização. Advinham-se dias agitados em torno do assunto. Não tanto como na Europa, aqui a hipocrisia é que comanda, como as devotas que não perdem um culto ou missa e que antes de chegarem a casa fazem uma paragem para um “parte braço” básico.

Últimas Notícias