loader

SIC demarca-se do agente detido por assalto na via pública

O porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SIC) central, Tomás Agostinho, revelou ontem, em exclusivo a OPAÍS, que o “ex-agente” desta corporação detido por efectivos da Polícia Nacional no início da noite de Quarta-feira, 16, no bairro dos Mártires, em Luanda, após ter assaltado um cidadão de nacionalidade maliana, foi expulso há três anos.

POR: Paulo Sérgio

O superintendente-chefe Tomás Agostinho explicou que o indiciado, identificado apenas por Hamilton, não pertencia ao quadro operativo desta instituição, mas à área de segurança interna, de onde foi afastado por práticas reiteradas de crimes de extorsão, sem especificar se na altura havia sido instaurado um processo crime. Confirmou que a arma com diversas munições no carregador, apreendida com o suposto infractor, é orgânica, ou seja, faz parte do material bélico usado pelos membros da corporação no exercício das suas funções, no entanto, desconhece se a mesma lhe fora atribuída ou não. Reconheceu, por outro lado, que no momento em que a direcção central do SIC o expulsou, por prática reiterada de crimes desta natureza, não lhe retirou o espólio.

“Não sabíamos, na altura, que ele tinha em sua posse uma arma de fogo da corporação. Estão a ser feitas diligências para se apurar como conseguiu tal arma”, frisou. O porta-voz do SIC confirmou também que o detido apresentava- se como agente da autoridade diante das suas potenciais vítimas, como noticiou OPAIS na edição de ontem. Aventou ainda a possibilidade de o passe usado não ser autêntico, embora semelhante ao do SIC. Segundo uma fonte deste jornal, Hamilton surpreendeu a vítima e um seu amigo quando aquela trocava dinheiro no interior de uma viatura, na Rua 14 do Mártires. Empunhando uma pistola de marca Barak, o agente coagiu a vítima, que temendo pela vida, cumpriu escrupulosamente as ordens do “investigador” do SIC, a quem entregou cerca de cem mil Kwanzas.

Após a retirada do assaltante, a vítima acorreu à unidade policial da área para dar conta da ocorrência. Em reacção, os agentes encetaram diligências que culminaram na detenção do acusado, a apreensão da arma do crime, dos valores e de um passe do SIC. Já na esquadra, o suspeito confessou não ser a primeira vez que realizava acções daquela natureza, tendo explicado que actuava preferencialmente sozinho e que já esteve pelo menos uma vezes detido pelo roubo de dinheiro a um comerciante estrangeiro, no município de Viana.

Últimas Notícias