loader

Obamas assinam pela Netflix na abertura do mercado de verão

Depois da Casa Branca, os Obama prometem voltar a dar muito que falar. Agora, no pequeno ecrã.

A Netflix, plataforma online de produção de séries e filmes, anunciou segunda-feira ter estabelecido um acordo plurianual com a família Obama para a produção de conteúdos diversos.

“O Presidente Barack Obama e Michele Obama entraram num acordo plurianual para produzir filmes e séries para Netflix, incluindo potencialmente series com argumento, séries sem argumento, séries documentais, documentários ou reportagens”, lê-se no anúncio da plataforma.

Michele e Barack Obama criaram para o efeito uma produtora, a “Higher Ground Productions”, e em comunicado revelaram-se “entusiasmados” pela associação à Netflix, prometendo não usar a plataforma como meio de campanha anti-Trump.

“Uma das simples satisfações durante o nosso tempo no serviço público passou pela possibilidade de conhecer muita gente fascinante de diversas áreas e poder ajudá-las a partilhar as respetivas experiências com uma maior audiência. É por isso que eu e a Michelle estamos tão entusiasmados com esta parceria com a Netflix”, afirmou Barack Obama, em comunicado, citado pela imprensa americana.

Os termos do acordo entre os Obama e a Netflix não foram revelados, mas o negócio vem juntar-se ao contrato de 65 milhões de dólares assinado entre Michelle e Barack com a Penguin Random House para a publicação das memórias do casal.

O livro “Becoming”, de Michelle Obama, tem lançamento previsto para o próximo outono, a 13 de novembro.

Entretanto, o ator Jim Parsons, famoso pela série televisiva “Big Bang Theory*, já se mostrou disponível para colaborar com os Obama

Na estreia em Nova Iorque do filme “A Kid Like Jake” (“Um Miúdo como Jake”, em tradução não oficial e sem estreia prevista em Portugal ou no Brasil), em que contracena com Claire Danes, a atriz de uma das séries preferidas de Barack Obama, “Segurança Nacional”, Parson disse nada saber do acordo do ex-presidente com a Netflix, mas mostrou-se desde logo aberto a trabalhar com a família.

“Sempre que me quiserem. Mesmo as miúdas. Se tiverem algo em mãos ou se quiserem escrever algo para mim… Sasha, Malia, estou disponível. Ou irei estar. Posso estar. Vamos ver o que acontece”, perspetivou o ator de 45 anos.

Últimas Notícias