loader

Mercado do Mutundo arrecada mais de 30 milhões de Kwanzas em cinco meses

O Mercado Municipal do Mutundo, na província da Huíla, arrecadou para os cofres do Estado um total de 35.569.555,00 (trinta e cinco milhões, quinhentos e sessenta e nove mil e quinhentos e cinquenta e cinco Kwanzas) de Janeiro a Maio

POR: João Katombela, na Huíla

Segundo o administrador do mercado, os referidos valores foram arrecadados com a cobrança de emolumentos aos vendedores do maior mercado informal da província da Huíla, com realce para as taxas de arrendamento e ocupação dos espaços da administração. José Prego Chitongo explicou que os valores monetários colectados no mercado do Mutundo, são canalizados para uma conta aberta na Administração Municipal do Lubango que procede à sua a gestão. “De Janeiro até agora, nós arrecadamos mais de 35 milhões de Kwanzas para os cofres do Estado, que é alocado à Administração Municipal, que faz a gestão do mesmo”, esclareceu, ontem.

Entretanto, o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, referiu que tais valores são encaminhados pela Administração Municipal para a Conta Única do Tesouro. Segundo frisou, se estes valores fossem geridos pela Administração Municipal do Lubango, vários problemas, como o pagamento de alguns funcionários eventuais, bem como o saneamento básico, teriam sido resolvidos. “Estes valores que vêm parar à Administração são depositados na Conta Única do Tesouro, e para o município não fica quase nada. Se esse dinheiro fosse gerido por nós, vários problemas teriam sido resolvidos”, garantiu. Por outro lado, o gestor do Lubango revelou que já existe uma política virada para a criação de um fundo de equilíbrio municipal, que poderá resolver estes e outros problemas. “Trabalha-se no sentido do retorno dos valores alocados para a Conta Única do Tesouro, com a criação do fundo de equilíbrio municipal, pelo Ministério das Finanças, que será alocado a todos os municípios para garantir o funcionamento da administração municipal”, assegurou. Com cerca de 2700 bancadas, 1000 das quais ocupadas, a administração do Mercado do Mutundo controla um universo de 6206 vendedores, entre fixos e ambulantes.

Namibianos fazem compras no Mutundo

Em tempos idos, muitos angolanos viajavam para a vizinha República da Namíbia para comprar diversos produtos, entre bens alimentares, electro- domésticos e móveis. Hoje, a situação é inversa, todos os dias, dezenas de cidadãos namibianos acorrem ao mercado do Mutundo para a satisfação das suas necessidades. No referido mercado, os namibianos procuram diversos produtos, com destaque para vestuário e calçado. Ndapanda Hangula, declarou à nossa reportagem que se dirigiu ao Mercado do Mutundo para adquirir Maungo/Katatu, aperitivo muito apreciado naquele país mais no Sul de África.

“Eu vim para Angola comprar maungo, no nosso país está muito caro, aqui estou a comprar um quilograma por 500 Kwanzas e lá vamos vender por 5 Randes, é um negócio que eu faço com frequência”, revelou. Hilma Hancali, também namibiana, contou ter ido ao Mutundo para comprar vestuário e calçado para serem revendidos no seu país de origem. “Comprei calças, camisas, e calçado para vender na Namíbia. Aqui os preços são acessíveis, por isso nós preferimos vir para cá e comprar estes produtos que são revendidos na Namíbia. No transporte, pagamos 3 mil Kwanzas da província do Cunene para cá, e de lá vamos com os nossos carros pessoais que deixamos ficar na fronteira com a Angola”, revelou.

Últimas Notícias