loader

MIREX exonera embaixador Joaquim do Espírito Santo

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, exonerou, em despachos separados, o director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais, Joaquim do Espírito Santo, e o ministro conselheiro da Embaixada de Angola em Telavive, Israel, João Diogo Fortunato. Em nota de imprensa, o MIREX justifica a medida pela “inobservância dos procedimentos da cadeia de tomada de decisão interna e que lesou o bom nome e imagem de Angola com países com os quais mantém uma histórica relação diplomática”. O PAÍS sabe que está em questão o facto de o ministro conselheiro João Diogo Fortunato ter participado na inauguração da Embaixada dos Estados Unidos da América em Jerusalém, com a anuência de Joaquim do Espírito Santo, até então director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais do Ministério das Relações Exteriores (Mirex). Os EUA transferiram, na semana passada, a sua embaixada em Israel, de Telavive para Jerusalém, um facto que gerou uma onda de protestos e uma escalada de violência na Faixa de Gaza. Para a cerimónia foram convidados 86 embaixadores e encarregados de negócios, 40 dos quais aceitaram, porém a maior parte dos Estados europeus não esteve presente por não concordar com a mudança da embaixada de Telavive para Jerusalém, que assume uma ruptura com o consenso da comunidade internacional.

Últimas Notícias