loader

Grupo Imex investe USD 8 milhões na produção de sacos para cimento em 2019

A fábrica de sacos de ráfia com capacidade para produzir 100 mil unidades por dia vai produzir, no próximo ano, sacos para embalar cimento, num investindo total de USD 8 milhões

POR: Patrícia de Oliveira

A partir do mês de Janeiro do próximo ano começam a ser produzidos no país sacos de diferentes tamanhos para embalar cimento. Na segunda fase da unidade fabril serão produzidos 70 milhões de sacos destinados apoiar a indústria cimenteira na aquisição de produtos localmente. Segundo o director geral, Ramiz El-Houchaimi, após a inauguração da unidade fabril têm recebido muitas solicitações de sacos para embalar produtos diversos, nomeadamente, farinha de trigo, fuba de milho e outros. Segundo ele, a aposta no sector deveu-se ao facto de as empresas importarem todo o tipo de sacos para embalar e armazenar os seus produtos. “Somos a primeira fábrica de ráfia no país. Começamos por produzir sacos de 50 quilos, porém, em breve vamos apostar em vários tamanhos”, referiu.

Para refrescar os seus quadros, o grupo prevê formar continuamente os seus colaboradores, ao longo de 450 horas em técnicas direccionadas à produção de sacos e não só. Segundo o responsável, o maior constrangimento na gestão da fábrica prende-se com a falta de água corrente e de energia eléctrica. Ressaltou que a unidade de produção funciona com fonte alternativa (gerador) sendo parte dela abastecida por energia da rede pública. Quanto à água é adquirida em camiões-cisternas, o que encarece o produto final. Inaugurada há um mês, a fase inicial contou com um investimento de USD 4 milhões e 300 mil. A empresa tem capacidade para produzir 100 mil sacos de 50 quilos por dia, 2 milhões mensais, 25 milhões anuais, porém não está a trabalhar a 100% da sua capacidade instalada.

A primeira unidade fabril do grupo Imex-Indústria foi construída numa área de 3.500 metros quadrados, conta com uma produção diária de 100 mil sacos da marca Epama, o que corresponde a 1.200 toneladas por ano, 25 milhões de sacos diversos, e está dividida por sectores tais como impressão, corte e costura, e embalagem. No total, a fábrica conta com mais de 50 funcionários escalados em três turnos.

Distribuição pelo país

Neste momento, os produtos são distribuídos nas províncias de Luanda, Malanje e Huambo. No entanto, na segunda fase do projecto está prevista a venda dos produtos em todas as províncias do país, incluindo países vizinhos como o Congo Democrático e o Congo Brazzaville (Ponta Negra), que se mostraram interessados na aquisição de sacos para embalar cimento.

Últimas Notícias