loader

Venezuela liberta 36 prisioneiros políticos

Os homens estavam atrás das grades sob acusação de incitar violência contra o governo. A lista inclui um ex-prefeito.

Autoridades da Venezuela libertaram dezenas de prisioneiros acusados de incitar a violência contra o governo em protestos ocorridos nas ruas, informaram neste sábado organizações de direitos humanos.

Alfredo Romero, director do Foro Penal, disse que 36 prisioneiros foram libertados durante o fim de semana, mas se mostrou crítico à estratégia do governo. “Melhor seria se ao invés de libertar alguns, todos fossem libertados e mais ninguém preso”, comentou em sua conta do Twitter.

Entre os primeiros que saíram livres estava Alfredo Ramos, ex-prefeito de Iribarren, cidade ao nordeste da Venezuela, e o professor Carlos Perez, que permaneceu mais de três anos na cadeia, segundo a mídia local.

Cerca da metade dos prisioneiros receberam o direito de deixar a prisão há mais de um ano, no entanto, somente agora estão a ser libertados.

 

Últimas Notícias